Buenos Aires #2: Jardim Japonês e Rosedal – Amanda Moresco
05.01.18

Buenos Aires #2: Jardim Japonês e Rosedal

Vamos falar sobre parques, sol, flores e uma calmaria que parece seda? Em Buenos Aires há dois parques que valem a pena a visita, e são bem pertinhos um do outro, então você consegue visitar os dois em uma manhã. Estou falando sobre o Jardim Japonês e o Rosedal, ambos situados no Parque 3 de Febrero, no bairro Palermo. Esse tipo de programa é perfeito para aquele dia em que você já está cansadinho de tanto visitar pontos turísticos, e quer dar uma relaxada em meio à natureza. E se você gosta de fotografia como eu, vai querer passar o dia inteiro fazendo ensaio fotográfico mergulhada nas rosas ♥

Super dica: não façam a visita ao meio dia, pois o sol pega e fica bem cansativo.

Jardim Japonês

Apesar de ser um parque público, a entrada é paga: $95,00 (lembre-se de que estamos falando de pesos argentinos). O parque conta com laguinhos com carpas, pontezinhas e símbolos típicos da cultura japonesa. O contraste do vermelho com o verde das plantas encanta os olhos, e a energia contagia. Está aberto todos os dias das 10:00 Às 18:00, incluindo sábados, domingos e feriados. E para quem gosta de presentinhos (regalitos), há também uma lojinha com incensos, hashis e decoração japonesa.


Rosedal

O Rosedal me fez gostar de rosas para sempre. Antes de conhecer eu não gostava muito de rosas, pois sempre achei meio clichê. Porém, quando você se depara com um jardim com incontáveis rosas de todas as cores possíveis, em um piscar de olhos você se apaixona. No parque há banquinhos, chafarizes, uma ponte maravilhosamente maravilhosa e estruturas para sentar na sombrinha e curtir a paisagem. A entrada é livre e o chimarrão é indispensável. Use algum sapato que possa sujar, pois, por mais que a terra esteja seca, seu sapato fica inteiramente marrom.

2 thoughts on “Buenos Aires #2: Jardim Japonês e Rosedal