24.5.17

10 coisas que aprendi viajando


Quando o assunto é viagem nós já ficamos todos animadinhos, não é? Amo botar o pé na estrada, alimentar meu tanque com as energias que novos lugares podem me oferecer e, principalmente, aprender coisas novas e descobrir pequenas partes de mim que eu não fazia noção de que ali estavam. Sou tão grata por todos esses momentos que tive, que resolvi fazer uma lista com 10 coisas que aprendi saindo da minha bolha e me jogando nesse mundão!

1. Na vida passada eu fui uma árvore

Quando estive no Sea Life London Aquarium tive meu primeiro contato profundo com seres aquáticos, e percorrendo os corredores daquele lugar mágico sozinha, senti-me uma pessoa completamente diferente, aberta e sensível. Eu não sabia da existência dessa conexão com a natureza até esse dia e, desde então, sempre que estou viajando, seja de carro, ônibus ou avião, basta um olhar para a paisagem a minha volta para que uma outra Amanda surja na cena. Meu corpo arrepia, meus olhos se enchem de lágrimas e sou capaz de sentir apenas gratidão no coração.

2. Vinho, meu novo amor

Passei um final de semana em Flores da Cunha-RS e visitei duas vinícolas sensacionais, pois é o que há de melhor para se fazer lá. Como minha mãe gosta muito de vinho, pensei em degustar algum para dar-lhe de presente, e quando me ofereceram uma sequência de vinhos para experimentar, descobri que essa bebida é realmente prazerosa e deliciosa. Voltei da vinícola com vinho para mamãe e para mim também rs.


3. Gosto muito de viajar sozinha

Nesse mesmo final de semana botei o pé na estrada sozinha para encontrar o mozão em Flores da Cunha, e realmente gostei da sensação de estar preenchida com minha própria companhia. Como ele estava tirando um curso lá, passei a maior parte do finde sozinha, então fiz tudo comigo mesma: visitei vinícolas, almocei em um local maravilhoso, desbravei a cidade, conheci uma feira local, tirei muitas fotos e senti o ar fresco da Serra. Como disse em outro post aqui do blog: recomendo que façam isso todos aqueles que se sentem sós estando sozinhos.

4. Ai, meu Deus, que comida é essa?

O menu está escrito em outra língua? Tenha certeza do que está pedindo, caso o contrário, sua massa virá recheada de ostras medonhas e você não conseguirá comer direito.

5. Pizza e massa na Itália?

Com toda a propaganda que o mundo inteiro faz sobre a culinária italiana e principalmente sobre suas massas e pizzas, pensei que quando estivesse lá eu teria uma experiência gastronômica inexplicável e inesquecível. Porém, decepcionei-me um pouquinho, pois as trattorias e pizzarias das cidades não ofereciam uma grande variedade de sabores. Para ser bem sincera, sou muito mais uma Pizza Hut e uma Usina de Massas.

6. Speak English, dude!

Ok, conheço muitas pessoas que não sabem outra língua além da língua mãe e conseguem se virar tranquilamente em países pelo mundo afora. Contudo, saber um pouco de Inglês tornará sua viagem muito mais interessante, e não estou falando de nível avançado e nem nada disso. Se você souber o necessário para trocar uma ideia com algum nativo já é o suficiente. Esses momentos de troca são maravilhosos, pois temos muito a compartilhar. Além disso, a barrinha yes, I can do The Sims fica completinha, já que você se sente independente na língua.

7. Desligue seu celular!

Você aproveitará muito mais o momento! Aproveite essa viagem para realmente conhecer a cidade, os costumes, a moda local. Converse com pessoas a sua volta; pessoas novas. Conheça e permita-se! Tire um finde de folga das redes sociais e saia da sua fucking bolha.

8. Eu não conheço o Brasil

Desde que comecei a viajar pelo RS com o mozão, notei que não conheço absolutamente nada desse Brasil. Já faz alguns meses que eu estou viajando por aqui e a cada viagem que faço, descubro que há um outro lugar maravilhoso para conhecer. Veja bem, estou falando só do Rio Grande do Sul, quem dirá o resto do Brasil! Quando as pessoas me perguntam se eu conheço a Alemanha eu tenho vontade de dizer que não, pois eu só estive em Munique e, meu bem, isso definitivamente não é conhecer um país.



9. Não construa muralhas. Construa pontes!

Como sempre digo aqui no blog, viajar não remete apenas a pousar no outro lado do mundo. Você já parou para pensar quantas paisagens, restaurantes, pontos turísticos, atrações existem perto da cidade onde você mora? Depois que tirei as trips do papel, tornei-me uma pessoa mais completa e descoberta. Se você tiver tijolos, não construa uma muralha; não coloque empecilhos; não veja o que pode dar errado. Construa pontes que te levem para experiências lindas e únicas.

10. Pringles em Londres custa menos de £1

Pringles em Londres custa menos de £1, o shampoo Aussie custa menos de £3 e um Subway gostosão com suco de laranja e cookie custa £5. É... eu rio para não chorar.

10 comentários:

  1. Que post gostoso de ler, também amo vinhos real♥️ Meu sonho conhecede uma vinícola :( Bom eu não conheço nadinha nem do Brasil nem fora, infelizmente, mas espero um dia poder ter esse prazer! Sempre quis viajar só deve ser libertador. Sempre com um mino dicionário a mão né, pra não comer ostras (odeio!)
    Beijos...

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha mini dicionários são suuuuper necessários. Aprendi na prática!

      Excluir
  2. Eu tenho a séria impressao de que pringles é barata no mundo inteiro menos no Brasil hahaha. Eu até tento me controlar porque acho viciante e se bobear, como uma latinha muito rápido.
    Ah na minha cidade tem um restaurante italiano (com iltalianos legítimos hahaha), a comida é uma delícia mas acho as pizzas meio sem graca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh que massa! Pois é, eu não achei tuuuuuudo isso não também.

      Excluir
  3. Eu não conheço direito nem aos arredores da minha cidade quem dirá esse Brasil. Viajar por aqui é uma das coisas que lendo o seu blog eu passei a ter vontade. Obrigada por compartilhar com a gente essas coisas lindas e inspiradoras <3

    www.verifiqueapagina.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, Jennifer! Sério, muito lindo ler isso <3 Muito obrigada do fundo do meu coração!

      Excluir
  4. Quando fui pra fora, reparei o quão pouco conheço daqui, engraçado que foi pq encontrei gente do Brasil inteiro enquanto viajava, com isso percebi o quão somos diferentes e na volta pra casa, resolvi fazer uma rota melhor pelo meus BRasilzão. Vou para Manaus mês que vem, inclusive e pensar que eu sabia mais de londres do que do amazonas. Estranho e chato né?

    Eu também gosto de viajar sozinha, às vezes uma companhia ou duas também é ideal. Mas viajar só sempre foi meu melhor hobby.

    Kamylla Prado
    vidaemserie.com

    ResponderExcluir
  5. Viajar é tudibom, adorei o seu post e as coisas que você aprendeu. Me identifiquei com você na ligação com o meio ambiente, é incrível. Sinto como se eu pertencesse em uma floresta, hahah Já até pensei seriamente em ser bióloga mas não existe só a parte boa da profissão :/
    Eu espero muito poder viajar o conhecer o mundão, quero começar pelo RS, assim como você. Por enquanto o meu empecilho é o dinheiro mas espero muito que eu não seja daquelas pessoas que quando conseguir o dinheiro, vai colocar a culpa no tempo, depois não sei em quê. Cruzes, só de pensar me dá um nervoso.
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  6. Adorei o primeiro item, acho que também fui uma árvore na vida passada, tenho a mesma sensação que você quando estou diante de uma paisagem. Viajar é maravilhoso, incrível como aprendemos muito em cada viagem

    ResponderExcluir
  7. Eu também sinto muito isso de não conhecer nem meu país. Somos privilegiados de ter um país tão grande e tão cheio de belezas naturais. Aos pouquinhos estou conhecendo São Paulo, mas ainda tem MUITAS cidades haha

    Ah e adorei seu blog Amanda! ♥

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo